Pç. Barão do Rio Branco, 14, Sala 121 Santos - SP
Segunda à Sexta 8:30 às 17:30

Valéria Helbig

Valéria Helbig

FAQ

O que é uma tradução juramentada?

É a redação de um documento escrito em língua estrangeira para o Português, e vice-versa, (certidões de registro civil, contratos, diplomas, históricos escolares, faturas, cartas e declarações comerciais, etc.) por um tradutor público nomeado pela Junta Comercial do estado em que atua e reside. Essa tradução constituirá um documento legal para todos os fins, podendo ser apresentada em juízo, cartórios, instituições de ensino e órgãos governamentais.

Como o orçamento é feito?

O orçamento de uma tradução juramentada é feito com base no valor da lauda determinado na tabela de emolumentos da Junta Comercial do Estado de São Paulo. Para calcular o valor de uma tradução, é necessário que o cliente envie o(s) documento(s) a ser(em) traduzido(s) para que façamos a contagem de caracteres, e assim, determinar o a quantidade de laudas e multiplicar pelo valor do serviço desejado conforme a tabela.

Onde o tradutor juramentado atua como intérprete?

Em juízo e audiências, cartórios ou outros locais em que haja a necessidade do serviço de interpretação para fins oficiais envolvendo estrangeiros que não falam o idioma do Brasil, tais como: casamentos / celebração de união estável, na compra e venda de imóveis, outorga de procurações, registro / reconhecimento de paternidade de filhos nascidos no Brasil, audiências civis e criminais, interrogatórios da Polícia Federal ou Civil, etc. Especificamente falando da cidade de Santos, o tradutor juramentado atua ainda na Capitania dos Portos.

Quanto tempo demora para a minha tradução ficar pronta?

O tempo que levamos para fazer uma tradução é relativo e só pode ser determinado a partir da análise do documento. Depende da quantidade de texto, da terminologia e do tempo de pesquisa que será necessário para traduzir o documento em questão. E também da agenda do tradutor em relação a outros serviços. Por isso, serviços realizados em caráter de urgência são sobretaxados. Caso você esteja deixando ou ingressando no país e precise da tradução dos seus documentos, é recomendável providenciá-los com antecedência.

Por que a tradução juramentada precisa ser necessariamente impressa?

Uma tradução juramentada precisa ser necessariamente impressa porque ela é um documento, e até o presente momento os tradutores juramentados não têm um órgão certificador que certifique assinaturas digitais, assim como juízes e advogados fazem com os processos judiciais. O procedimento de imprimir, assinar e chancelar torna-se, então, obrigatório. Ao contrário das traduções livres, que por serem feitas a título de conhecimento do teor textual, pode ser elaborada e enviada somente por meio digital.

O que é uma lauda?

Uma medida de quantidade de texto (palavras) utilizada para se calcular o valor de uma tradução. Antigamente, na tradução juramentada, a lauda correspondia a 25 linhas com 50 toques. Com a utilização do computador, o padrão de lauda passou a corresponder a 1000 caracteres de computador sem espaços (± 200 palavras).

Vocês traduzem outros idiomas além do inglês?

Não. No entanto, podemos dar indicações.

Qual a diferença entre tradutor e intérprete?

O tradutor trabalha com textos escritos, enquanto o intérprete com textos orais. A formação educacional básica é a mesma, mas o ramo de atuação é muito diferente. O tradutor se vale do uso de ferramentas tais como dicionários, glossários, memórias de tradução, tendo maior flexibilidade de tempo para revisão e escolha de termos mais adequados ao assunto sendo traduzido. Ao passo que o intérprete trabalha face a face ou em tempo real, devendo esse profissional ser excepcionalmente fluente no idioma de origem e no de destino, para interpretar de forma eficiente. As modalidades de interpretação mais conhecidas são a simultânea e a consecutiva. Na primeira, o intérprete deve ter a capacidade de expressar, no idioma de destino, frases ditas segundos atrás. Intérpretes dessa modalidade trabalham normalmente em pares, revezando-se em uma cabine, e para um público maior. Nessa modalidade, a interpretação é concluída quase simultaneamente à apresentação do interlocutor. A segunda modalidade, a interpretação consecutiva, é a empregada pelo tradutor juramentado ao atuar como intérprete comercial. Nessa modalidade o interlocutor interrompe sua apresentação para que o tradutor faça sua interpretação, mediante tomada de anotações.

Por que é preciso carimbar os documentos originais?

A tradução juramentada só tem valor quando acompanhada do documento que a originou. Para isso, o(a) tradutor(a) juramentado(a) põe um carimbo com seu nome na face de todas as folhas do documento que ele utilizou para fazer a tradução, e no verso da última folha ele(a) põe o carimbo com o número de registro da tradução, o número do livro, das páginas, e a data em que a tradução foi emitida. Esse método de arquivamento, similar àquele utilizado por Cartórios, também facilita a localização da tradução caso o cliente precise de uma posterior segunda via, chamada Certidão de Tradução.

Como posso me tornar um tradutor juramentado?

Os tradutores juramentados são nomeados por meio de concurso público organizado pela Junta Comercial de cada estado que não tem uma periodicidade fixa para acontecer. O 3º e mais recente concurso para tradutores públicos do estado de São Paulo ocorreu em 1999, com a posse dos novos tradutores em 2000.